sábado, 21 de janeiro de 2012

Em branco

   São infinitas as possibilidades de uma folha de papel. Na fábrica, entre milhares de pacotes que ficam prontos por dia, será que os funcionários envolvidos no processo podem imaginar o que acontecerá com cada nova folha lançada ao mundo?
   Em um pacote de 500 folhas de sulfite adquiridas por um homem, eis aqui o destino de algumas:
   1ª  - Impressão de um boleto bancário para o pagamento de uma nova televisão que ficará no quarto de sua filha mais velha, Suzana.
   34ª - Lista de compras para a festa de ano novo, preparada pela sua esposa. Quando saiu do supermercado, com tudo pronto, jogou a lista, toda amassada, em uma lixeira.
   129ª - Um origami em formato de passarinho, feito por seu filho Carlos enquanto pesquisava na internet novas ideias para dobraduras.
   158ª - Uma pesquisa escolar sobre Juscelino Kubitschek, contendo informações sobre a construção de Brasília.
   221ª - Carlos levou algumas folhas para a escola em uma quarta-feira tediosa. Esta folha particularmente, virou uma bolinha de papel que por engano bateu na cabeça de Maria Clara, gerando fortes ressentimentos.
   367ª - Serviu para anotar um sonho de Suzana, que muito, mas muito depois daria ideia a um livro de sucesso.
   As outras 494 folhas tiveram usos tão meramente simples que não vale a pena mencionar.

12 comentários:

  1. Criativo e instigante texto! Uma folha de papel
    e seus variados destinos, gostei;)
    Parabéns por seu blog, beijão!

    Bruno

    ResponderExcluir
  2. Ficou legal =D
    Queria saber o que aconteceu com as outras 494 meramente simples folhas de papel que não valeram a pena mencionar =[

    ResponderExcluir
  3. Muito bonitinho o texto.
    No caso do Origami de pássaro, eu usaria umas 15 folhas pois sempre tento várias vezes sem sucesso hahahahahhaha
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Eu deixaria uma em branco para sempre, para que você nunca deixasse de imaginar...

    Amei o texto! Bjs!♥

    ResponderExcluir
  5. Seu texto foi publicado neste Blog: http://paper.li/rogerssilva

    ResponderExcluir
  6. Pois é Ana,
    Assim que compramos um pacote de folhas sulfite de 500 folhas, temos 500 oportunidades para escrever, para desenhar e para fazer tudo aquilo que nos convém. Temos muitas oportunidades, porém, nem sempre aproveitamos todas as que nos aparecem.

    Adorei aqui, viu?
    Gostei muito da forma que você escreve.
    Um grande beijo!

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pelo blog, Ana,

    Ótimos textos que vi por aqui.

    Beijos Mágicos

    ResponderExcluir
  8. Quantos destinos pra um aparentemente simples objeto.É incrível como uma simples folha de papel me fascina. Mesmo que eu não ponha a tinta pra passear nela, minha cabeça fica inquieta pra saber o que vai nascer quando a caneta começar a dançar no papel.
    Ana, você mudou radicalmente a cara do seu blog ou as PALAVRAS que acabo de escrever são SONHADAS? Abraços.

    ResponderExcluir
  9. Oi Ana!!!

    Texto perfeito.
    AMEI!!!
    Sem palavras...
    Vc me permite postar no meu blog, com os devidos créditos?

    Bjs... :)

    ResponderExcluir
  10. "Será que vou te ver de novo?", pensa um funcionário esperançoso ;)

    ResponderExcluir
  11. O que habita o branco do olho da página?

    Uma sugestão para as 494 que ficaram em suspenso: Griô do Asfalto - oficina de escrita criativa, amanhã (28 de janeiro, 16h00, no SESC Santos.

    Espero por vocês!

    E uma página para afirmar que você se fortalece na escrita. Parabéns!

    Agora, são 493.

    Um beijinho,

    Viviane

    ResponderExcluir
  12. Oi Ana!

    Já postei o seu texto no blog.
    http://belblogandocomavida.blogspot.com/2012/01/em-branco.html
    Obrigada!

    Bjãozão no ♥...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...