quarta-feira, 28 de novembro de 2012

A Casa das Orquídeas - Lucinda Riley

Título: A Casa das Orquídeas
Autor: Lucinda Riley
Editora: Novo Conceito
Ano de lançamento: 2012
Páginas: 560
   A Casa das Orquídeas - Toda casa tem seus segredos e todo amor, seu preço foi um dos melhores livros de romance que eu li recentemente. Terminei de ler em dois dias, não conseguia parar, sempre querendo descobrir o que aconteceria então.
    Julia Forrester é uma pianista de sucesso que sofreu uma grande perda. Em profunda tristeza, refugia-se na solidão. Porém, reencontra Kit Crawford, herdeiro da mansão Wharton Park, a Casa das Orquídeas. Com uma mistura de passado e presente, descobrimos cada vez mais segredos e histórias entrelaçadas.
   Não percam!

terça-feira, 27 de novembro de 2012

A culpa é das estrelas - John Green

   Li A culpa é das estrelas em uma noite. Mesmo chorando, não conseguia parar de ler. Mesmo esperando pelo pior, precisava saber o que aconteceria. Quando acabei, senti-me tão pequena por ter chorado por coisas tão frívolas, por ter sofrido tanto por problemas que nem poderiam ter esse nome comparados ao que o livro apresenta.
   Hazel Grace é uma paciente terminal de câncer e vive (sobrevive?) com a certeza da morte próxima e indefinida. Ao frequentar um grupo de apoio para pessoas com câncer, obrigada pelos pais, conhece Augustus Waters, um garoto que sobreviveu e teve uma perna amputada. Apaixonam-se, porém, Hazel não quer se aproximar para evitar magoá-lo com sua morte iminente.
   A culpa é das estrelas é uma história de amor, dependência, independência, força, dor, superação e fé no insondável. Apesar de ser triste, recomendo a todos que não se importam com emoções fortes quando elas trazem algo de bom e uma lição de vida.

Título: A culpa é das estrelas
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Ano de lançamento: 2012
Páginas: 283

"Amar é cumprir a promessa mesmo assim. Você não acredita em amor verdadeiro?"
"Alguns infinitos são maiores que outros..."

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Admirável Mundo Novo - Aldous Huxley

Título: Admirável Mundo Novo
Autor: Aldous Huxley
Editora: Globo
Ano de lançamento: 2009
Páginas: 398
    Fiquei impressionada com a visão do autor de Admirável Mundo Novo. Publicado originalmente na Inglaterra, em 1932, o livro é tão atual que parece escrito nos dias de hoje. A história se passa em um futuro hipotético onde as pessoas são pré-condicionadas biologicamente e condicionadas psicologicamente a viverem em harmonia com as leis e regras sociais. A sociedade é organizada por castas e não há ninguém que se oponha.
    A ética religiosa e valores morais não existem. A família se tornou um costume do passado, totalmente repugnado, assim como os relacionamentos afetivos. O consumo desenfreado é a principal "lei".
    Apesar do tom ficcional, o livro surpreende ao narrar situações contemporâneas e extremamente reais. Logo no início, o autor narra o "processo de criação" de um novo ser humano: uma espécie de inseminação artificial, porém totalmente processada em laboratório, inclusive a gestação. A verossimilhança de muitos conceitos da obra nos fazem pensar "Como em 1932 um homem conseguiu ter essa visão?". Aldous Huxley foi uma mente brilhante.
    Admirável Mundo Novo é mais um clássico indispensável para a formação crítica.