terça-feira, 6 de agosto de 2013

Clarice na cabeceira: crônicas - Clarice Lispector

Título: Clarice na cabeceira:
crônicas
Autor: Clarice Lispector
Editora: Rocco
Ano de lançamento: 2010
Páginas: 173
   Clarice na cabeceira: crônicas é uma seleção de vinte crônicas da Clarice Lispector, cada uma escolhida e apresentada por um fã da autora. O livro foi organizado por Teresa Monteiro, doutora em Letras e autora da biografia de Clarice, Eu sou uma pergunta. É um complemento a Clarice na cabeceira: contos, também organizado por Teresa.
    Cada um dos leitores convidados fez uma breve introdução à crônica selecionada, falando sobre suas experiências ao ler C.L., os motivos que o levaram a fazer essa escolha ou até mesmo momentos em que esteve com ela. Caetano Veloso, Lygia Fagundes Telles, Marília Pêra e Thalita Rebouças são alguns dos apresentadores de Clarice na cabeceira.
   Este livro é uma experiência enriquecedora para os fãs da autora, já que contém relatos de outros leitores, facilitando a imersão na intensa e enigmática figura que é Clarice Lispector. Gostei muito!

domingo, 4 de agosto de 2013

Um piano para cavalos altos - Sandro William Junqueira

Titulo: Um piano para
cavalos altos
Autor: Sandro William
Junqueira
Ano de lançamento: 2012
Páginas: 345
   Um piano para cavalos altos faz parte da coleção de literatura portuguesa Novíssimos e já começa a ser inovador com o título. A narrativa, a organização, os personagens e o enredo tem todos características singulares.
   A história se passa em lugar e tempo indeterminado, apresentando uma sociedade dominada por um governo autoritário. Para manter o poder, o governo abusa do medo e da organização. O foco, no entanto, não é esse lugar, e sim a influência que exerce na vida dos personagens.
   O livro é organizado em pequenos capítulos, de uma ou duas páginas, em média. Cada um deles contém histórias quase que independentes, seguindo uma linearidade. Os personagens não tem nomes próprios, são tratados por suas posições sociais e características físicas.
   Um piano para cavalos altos é um livro para sair do comum e explorar um novo tipo de leitura.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Mentes sombrias - Sérgio Pereira Couto

   Este é o segundo livro de Sérgio Pereira Couto com o personagem Tony Draschko, investigador policial. Não sabia da existência do primeiro livro quando li Mentes sombrias, porém, não senti falta de nenhuma informação para compreender o enredo. Com uma história dinâmica e envolvente, somos apresentados a um crime relacionado à rede gótica Presas Noturnas.
   Mentes sombrias não deixa nada a desejar a muitos best-sellers policiais que estão surgindo no exterior. Recomendo a leitura para os que gostam do gênero.

Título: Mentes sombrias
Autor: Sérgio Pereira Couto
Editora: Universo dos livros
Ano de lançamento: 2012
Páginas: 240



terça-feira, 30 de julho de 2013

Masala Chai


   Hoje eu experimentei o Masala Chai pela primeira vez, em uma cafeteria. É uma bebida indiana preparada com chá preto, leite e especiarias. Tem um sabor levemente picante, por conter gengibre e canela. É extremamente aromático. Proporciona, além do efeito calmante e relaxante, diversos benefícios para a saúde: auxilia na digestão, é antioxidante, tem ação anti-inflamatória, entre outros.
   Gostei tanto que resolvi procurar uma receita para fazer em casa. Na Índia, cada família tem sua própria receita, com variação nas especiarias, proporções e tipos de chá. Fiz uma adaptação das receitas que eu encontrei e trouxe para vocês.

Receita de Masala Chai

Ingredientes:
  • 1 xícara de água
  • 1 xícara de leite quente
  • 1 saquinho de chá preto
  • 1 pedaço de canela em pau
  • 6 cravos-da-índia
  • 1 colher de chá de gengibre ralado
  • 3 gomos de cardamomo
  • Canela em pó para polvilhar
  • Mel à gosto
Modo de fazer:
  • Separe as especiarias (canela em pau, cravos, gengibre e cardamomo). Corte os gomos de cardamomo ao meio e pressione a casca até soltar as sementes de dentro.
  • Em uma panela, coloque a água e as especiarias acima até ferver.
  • Desligue o fogo e acrescente o saquinho de chá. Deixe em infusão de 7-10 minutos com a panela tampada.
  • Coe o líquido e adicione o leite. Aqueça sem ferver.
  • Coloque em uma xícara, polvilhe canela em pó por cima e adoce com mel.
Rendimento: 2 xícaras

Tempo de preparo: 20 minutos


Cardamomo - você poderá encontrar essa
e as outras especiarias em uma loja de
produtos naturais e ervas.

segunda-feira, 29 de julho de 2013

O teorema Katherine - John Green

Título: O teorema Katherine
Autor: John Green
Editora: Intrínseca
Ano de lançamento: 2013
Páginas: 302

   Depois de ler A culpa é das estrelas e Quem é você, Alasca?, não havia como não criar expectativas para O teorema Katherine. Eu esperava um livro emocionante, irresistível, daqueles que você não consegue parar de ler e depois, quando acaba, fica pensando por dias. No entanto, encontrei um livro divertido, suave, mas sem nada de tão especial.
   Colin Singleton é um garoto prodígio recém-formado da escola que já namorou 19 Katherines, de forma nada intencional. E sempre foi dispensado por elas. Após seu mais novo "fora", resolve viajar sem rumo com o melhor amigo. Durante a viagem, começa a elaborar um teorema que prevê o fim dos relacionamentos, baseado em suas experiências.
   Se eu tivesse lido O teorema antes dos outros, acho que teria sido uma escala crescente do quanto eu gostei dos livros de John Green. Eu gostei, mas este ficou aquém de seus "irmãos".

domingo, 28 de julho de 2013

Como eu era antes de você - Jojo Moyes

Título: Como eu era antes
de você
Autor: Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Ano de lançamento: 2013
Páginas: 320
   Quando comprei este livro, esperava um romance suave e divertido. Nem ao menos li a sinopse, pois tinha gostado muito de outro livro da autora, A última carta de amor. Gostei muito de Como eu era antes de você, mas não do jeito que eu esperava: é uma história muito mais forte, impactante, daquelas que você fica dias pensando, mesmo depois de terminar a leitura.
    Louisa Clark é uma jovem de 26 anos sem ambições. Trabalha em uma cafeteria local, mora com sua família e tem um namorado que não se interessa muito por ela. Quando seu patrão decide fechar o café, Lou se vê obrigada a procurar um novo emprego para ajudar com as despesas. Por não ter estudo, tem dificuldade em encontrar um trabalho e acaba aceitando ser cuidadora de um tetraplégico. No entanto, ele não apresenta um temperamento nada fácil. Will, é um homem de 35 anos, que tinha uma vida agitada, sentindo-se revoltado com a situação em que se encontra. O relacionamento entre os dois vai evoluindo e criando raízes.
   Eu não conseguia parar de ler! É realmente um livro muito bom e emocionante! Gostaria de dizer mais, mas não quero revelar nada de importante sobre a história. A surpresa faz parte!

sábado, 27 de julho de 2013

Os 13 porquês - Jay Asher

   Hannah Baker é uma jovem que decidiu cometer suicídio. Mas, antes disso, gravou algumas fitas de áudio, destinadas à treze pessoas diferentes, explicando os motivos que influenciaram esta decisão. Clay, um desses motivos, recebe as fitas e fica abalado ao saber que, mesmo sem querer, teve influência no destino da jovem.
Título: Os 13 porquês
Autor: Jay Asher
Editora: Atica
Ano de lançamento: 2009
Páginas: 256
   A narrativa, que intercala o conteúdo das gravações e as reações de Clay Jensen, é extremamente intensa e de certo modo perturbadora. Ao entender o que acontecera na vida de Hannah, percebemos que muitas atitudes, por mais inocentes que sejam, podem afetar o outro de forma imprevisível.
   Os 13 porquês é um livro muito atual: trata de assuntos como o bullying, as amizades, as drogas, entre outros. Apesar da história abordar assuntos comuns na adolescência, pode ser lida por pessoas de todas as idades.
   O livro será adaptado para o cinema este ano e terá Selena Gomez no papel de Hannah.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Canção do vento e da minha vida

   Canção do vento e da minha vida é um lindo poema do Manuel Bandeira. Fiz esse vídeo para um trabalho escolar e gostaria de compartilhá-lo com vocês:

Canção do vento e da minha vida
O vento varria as folhas,
O vento varria os frutos,
O vento varria as flores...
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De frutos, de flores, de folhas.
O vento varria as luzes,
O vento varria as músicas,
O vento varria os aromas...
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De aromas, de estrelas, de cânticos. 
O vento varria os sonhos
E as amizades...
O vento varria as mulheres...
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De afetos e de mulheres. 
O vento varria os meses
E varria os teus sorrisos...
O vento varria tudo!
E a minha vida ficava
Cada vez mais cheia
De tudo. 
Manuel Bandeira

Confie em mim - Harlan Coben

   Confie em mim é um dos livros de Harlan Coben mais bem elaborados! A trama é riquíssima em detalhes e ficamos surpreendidos com os personagens interligados.
    Além de reflexões sobre a privacidade na internet, a relação entre pais e filhos e o bullying nas escolas, o livro conta com muitos mistérios, instigando a curiosidade do leitor.

Título: Confie em mim
Autor: Harlan Coben
Editora: Sextante
Ano de lançamento: 2008
Páginas: 317

quinta-feira, 25 de julho de 2013

A Garota das Laranjas - Jostein Gaarder

Título: A Garota das Laranjas
Autor: Jostein Gaarder
Editora: Companhia das Letras
Ano de lançamento: 2005
Páginas: 132

   Este foi o livro mais emocionante de Jostein Gaarder que eu já li! Normalmente, os livros desse autor tem um tom mais filosófico, reflexivo. A Garota das Laranjas, além disso, é muito comovente. A história é dividida em duas vozes: o falecido pai, que, através de uma carta, conversa com seu filho no futuro, e Georg, o filho que encontra essa carta e interrompe a leitura com seus pensamentos e emoções.
   Inicialmente, pensamos que o foco seria a identidade da Garota das Laranjas, mas, ao continuar a leitura, vemos que a principal reflexão do livro é sobre o valor da vida, mesmo sabendo que temos como destino inevitável a morte. Impossível não se envolver na trama, não refletir junto com os personagens!

Orgias - Luis Fernando Verissimo

Título: Orgias
Autor: Luis Fernando Verissimo
Editora: Objetiva
Ano de lançamento: 2005
Páginas: 132

   Orgias é uma seleção de crônicas de Verissimo que retratam os acontecimentos festivos, reuniões de amigos, festas infantis, etc. Com muito humor, situações que muitas vezes passam despercebidas são satirizadas pelo autor e proporcionam momentos de descontração.
   Apesar de não ser uma das melhores seleções de crônicas de Verissimo, os leitores não se arrependerão de dedicar um tempo ao livro.

A Senhora das Velas - Walcyr Carrasco

    A Senhora das Velas é um dos livros mais emocionantes de Walcyr Carrasco. Ao acompanhar Felipe em sua trajetória, percebemos o amadurecimento do menino, aprendemos junto com as lições de vida que ele recebe e refletimos sobre a nossa existência. Apesar da história delicada e semelhante a uma fábula infantil, o livro nos impressiona com sua reflexão acerca da vida. Recomendo à todas as idades!

Título: A Senhora das Velas
Autor: Walcyr Carrasco
Editora: Arx
Ano de lançamento: 2006
Páginas: 159


A palavra mágica - Moacyr Scliar

Título: A palavra mágica
Autor: Moacyr Scliar
Editora: Moderna
Ano de lançamento: 2007
Páginas: 112
    A palavra mágica é um encantador livro infanto-juvenil, do escritor Moacyr Scliar. Ao explorar um outro sentido de "palavra mágica", nos é apresentada a história de uma pobre família camponesa. Uma ótima oportunidade para adentrar o mundo dos significados, expressões e letras. Descobrindo assim que uma palavra mágica não é somente aquela que desencadeia efeitos sobrenaturais ou realiza desejos, e sim a palavra que é capaz de nos servir e produzir mudanças na vida de cada um.

terça-feira, 23 de julho de 2013

A exceção - Christian Jungersen

     A exceção é uma história impactante. Apesar de ter sido um sucesso na Europa, o livro não teve grande divulgação no Brasil. O escritório onde trabalham quatro mulheres é cenário para uma análise aprofundada da maldade humana e as subversões da mente.
     O "Centro de Desenvolvimento de Informações sobre Genocídios" tem como funcionárias Malene, gerente de projetos; Iben, analista de informações; Camilla, secretária e Anne-Lise, bibliotecária. Paul, o chefe, é um homem controlador e está sempre ausente do escritório. Enquanto realizam pesquisas e exposições sobre os diversos genocídios ocorridos na história da humanidade, Anne-Lise é excluída do grupo principal de trabalho, formado pelas outras mulheres, e é constantemente alvo de piadas e bullying. No entanto, Malene, Iben e Camilla juram que não fazem nada à bibliotecária, dizendo que todas essas reclamações são fruto de uma mente paranoica.
Título: A exceção
Autor: Christian Jungersen
Editora: Intrínseca
Ano de lançamento: 2008
Páginas: 560
     Após receberem ameaças por email, Malene e Iben intensificam a rixa contra Anne-Lise, sugerindo que ela é a culpada. Inicia-se um jogo de influências e manipulação dentro do Centro. Enquanto a história prossegue, lemos textos jornalísticos de Iben sobre a Psicologia do Mal.
     Com um desfecho chocante, mas condizente com as ideias explanadas ao longo da história, a visão que temos da humanidade sofre total mudança. Ao discutir a maldade e a bondade, o livro nos lembra que cada um tem dentro de si os dois lados. Conhecemos também os mecanismos da mente humana ao cometer maldades.
     Apesar dos genocídios mais famosos parecerem distantes da realidade atual, a complexa trama de A exceção mostra que para uma pessoa comum, aparentemente boa, tornar-se cruel basta um passo. Um indivíduo mau não tem um comportamento totalmente cruel e estereotipado como nos filmes. Os oficiais nazistas, por exemplo, eram pessoas sensíveis e afetivas quando estavam em casa, com suas famílias.
    Ao final da leitura, percebemos que cada um tem algo a esconder, histórias e sentimentos que se viesse, a público corromperiam suas imagens. O livro de Jungersen expõe a decadência humana e ainda revela que a bondade não é comum, é a exceção.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Tic Tac

Vejo o tempo esvaindo-se em cada minuto que algo deixa de ser. Penso em todas as coisas que poderia ter feito mas perdi o momento, o incentivo, a coragem e agora meu corpo (minha mente?) já não permite. E o tempo? Também parece não dar chance. Sonhar... São tão bons os segundos em que os sonhos parecem possíveis, em que todos os planos parecem fáceis e certos. Mas, ao longo do dia, percebemos que não depende só de nós, descobrimos que o planejado pode não sair como queríamos. Talvez o problema seja a expectativa. Viver sem expectativa pode ser melhor, sem decepções, apenas celebrando as vitórias.
Mesmo com todas as dificuldades, ainda existe algo que nos impulsiona a seguir em frente. Pode parecer que essa "força" não existe em determinadas situações, mas ela sempre está lá, esperando por uma chance para se tornar útil. É só saber encontrá-la, mesmo que pareça tarde demais.